Corpo Editorial

Editor Chefe

Fernanda Belga Ottoni Porto - Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG

Editores Associados

Carlos Augusto Moreira Júnior - Universidade Federal do Paraná - UFPR, Curitiba, PR
Fabio Ejzenbaum - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, São Paulo, SP
Francyne Veiga Reis Cyrino - Universidade de São Paulo - USP, Ribeirão Preto, SP
Gustavo Victor - Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, SP
Keila Monteiro de Carvalho - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Campinas, SP
Milton Ruiz Alves - Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, SP
Ricardo Menon Nosé - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, São Paulo, SP.
Ricardo Noguera Louzada - Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Rio de Janeiro, RJ
Silvana Artioli Schellini - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP, Botucatu, SP

Conselho de Política Editorial

Carlos Augusto Moreira Júnior - Universidade Federal do Paraná - UFPR, Curitiba, PR
Jaco Lavinsky - Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, RS
Keila Monteiro de Carvalho - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Campinas, SP
Marcos Pereira de Ávila - Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, GO
Milton Ruiz Alves - Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, SP
Remo Susanna Junior - Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, SP
Harley Edison Amaral Bicas - Universidade de São Paulo - USP, Ribeirão Preto, SP

Corpo Editorial Científico


Alexandre Antonio Marques Rosa - Universidade Federal do Pará, Belém, PA
Alexandre Grandinetti – Hospital de Olhos do Paraná, Curitiba, PR
Ana Luiza Biancardi Barreto – Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ
André Torricelli – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Andrea Simões Torigoe - Universidade Estadual de Campinas, SP
Antonio Marcelo Barbante Casella - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR
Arnaldo Pacheco Cialdini - Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos, Goiânia, GO
Breno de Mello Vítor - Centro Oftalmológico de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
Bruno de Paula Freitas – Secretaria de Saúde da Bahia, Salvador, BA
Caio V. S. Regatieri – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Camila Ventura - Fundação Altino Ventura, Recife, PE
Carlos Augusto Moreira Neto - Universidade Positivo, Curitiba, PR
Carlos Eduardo Leite Arieta - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP
Carlos Eduardo Veloso – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
Clóvis A. Freitas Neto – Hospital de Olhos Santa Luzia, Recife, PE
Dácio Carvalho Costa – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, CE
Daniel Lavinsky - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, RS
David Leonardo Cruvinel Isaac - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO
Diego Shebelski – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, PR
Eduardo Amorim Novais – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Emiliana dos Santos Valadares - Universidade Federal de Uberlândia, MG
Ever E. Caso Rodriguez – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Fabio Barreto Moraes – Neo Oftalmologia, Aracaju, SE
Fany Solange Usuba – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Firmani M. B. Senne - Universidade Federal do Triângulo Mineiro, MG
Flávio Jaime Rocha – Universidade Federal do Triangulo Mineiro
Francisco I. de Medeiros Silva
Frederico Castelo Moura – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP
Haroldo Vieira de Moraes Junior - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ
Heloisa Moraes do Nascimento Salomão – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Huber M. Vasconcelos Jr. – Universidade Federal d4e São Paulo, São Paulo, SP
Iara Debert - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Jorge Meireles - Universidade Federal do Maranhão, São Luis, MA
Jorge Rocha - Retina Eye Institute, Salvador, BA
Josie Naomi Andrade – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP
Juliana Lambert Oréfice – Centro Brasileiro de Ciências Visuais, Belo Horizonte, MG
Kenzo Hokazono – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR
Kimble Teixeira F. Matos – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Laila Abdo Zacarias – Centro Oftalmológico de Minas Gerais, MG
Lucas Barasnevicius Quagliato - Instituto Penido Burnier, Campinas, SP
Luciano Mesquita Simão – Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
Luis Augusto Arana – Hospital de Olhos do Paraná, Curitiba, PR
Luis Felipe Carneiro - Santa Casa de Belo Horizonte, MG
Luisa Moreira Hopker - Santa Casa de Belo Horizonte, MG
Magno Antonio Ferreira- Universidade Federal de Uberlândia, MG
Marcelo Francisco Gaal Vadas - Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, SP
Marcelo Novoa Colombo Barboza - Faculdade Ciências Médicas de Santos, Santos, SP
Marcelo Tannous – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Marco Antonio Rey de Faria – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN
Maria Auxiliadora Frazão - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, São Paulo, SP
Maria de Lourdes Veronese Rodrigues - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP
Maria Fernanda Abalem de Sá Carricondo – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Maria Isabel Lynch Gaete - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE
Mario H. Camargos de Lima – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Mario Junqueira Nobrega – Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, Joinville, SC
Mário Teruo Sato – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR
Maristela A. Palazzi – Centro Infantil Boldrini, Campinas, SP
Marta Halfeld Ferrari Alves Lacordia - Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG
Monica Cristina T. Cunha Signorelli – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP
Monica Fialho Cronemberger- Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Monique Kling Mangeon Machado Silva – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Mylene Lela Matsuhara - Instituto de Olhos de Belo Horizonte, MG
Newton Andrade Jr. – Hospital de Olhos Leiria de Andrade, Fortaleza, CE
Nilza Minguini – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP
Osias Francisco de Souza - Universidade Estadual de Campinas, SP
Paulo Augusto de Arruda Mello - Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Paulo Gelman Vaidergorn – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Paulo Schor – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP
Pedro Carlos Carricondo - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Priscila H. Hyun Rim – Universidade Etadual de Campinas, Campinas, SP
Rafael de Pinho Queiroz – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG
Rafaella Nascimento e Silva – Instituto de Olhos São Sebastião, Rio de Janeiro, RJ
Rebeca G. C. Cabral – Hospital de Olhos do Paraná, Curitiba, PR
Renato Antunes S. Germano – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Renato Vieira Gomes – Hospital de Olhos de Vitória, Vitória, ES
Ricardo Lucena Rolim – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE
Richard Yudi Hida - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Roberta M. B. Zagui - Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Ruy Felippe B. G. Missaka – Universidade de São Paulo, SP
Sidney Júlio de Faria e Sousa - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP
Suzana Matayoshi – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Tereza Cristina M. Kanadani – Instituto de Olhos Ciências Médicas, Belo Horizonte, MG
Thales Antonio A. de Paula – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP
Tiago E. Faria e Arantes – Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, Joinville, SC
Veronica Bresciani Giglio – Universidade de São Paulo, São Paulo, SP

Corpo Editorial Internacional

Cintia Sade Paiva - Baylor College of Medicine, Houston, Texas, USA
Felipe Medeiros - Duke University School of Medicine, NC, USA
Manuel Monteiro Grillo - Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Portugal
Maria Fernanda Abalem - University of Michigan, MI, USA
Zélia Maria da Silva Correa - University of Cincinnati College of Medicine, Cincinnati, OH, USA

Secretaria Editorial

Claudia Moral - claudia.moral@cbo.com.br - Telefone +55 (11) 3266-4000


EXPEDIENTE

Editora Chefe: - Fernanda Belga Ottoni Porto

Secretaria Editorial: Claudia Moral

Instituições Mantenedoras: - Conselho Brasileiro de Oftalmologia

Indexações: 

  • Google Scholar
  • Scilit
  • LivRe
  • Latindex

e-ISSN: 2526-9798

Arquivada em: Números anteriores

Disponível em: Site http://www.eoftalmo.cbo.com.br/ e nos sites do Conselho Brasieliro de Oftalmologia https://cbo.net.br/2020/

Início da Publicação: v.1, n.1, 2015

Periodicidade: Trimestral

Idioma: Português e Inglês

Normas para publicação
Submissão de artigos

Sistema de Gestão de Periódicos "Scholar One":

https://mc04.manuscriptcentral.com/eoftalmo

Correspondências:

eOftalmo
Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Rua Casa do Ator, 1.117 - 2º andar
CEP 04546-004
São Paulo - SP, Brasil
Tel: +55 11 3266-4000


OBJETIVO E POLÍTICA EDITORIAL

A eOftalmo tem como missão:

  • Estimular estudantes, profissionais e gestores da área médica-oftalmológica sobre os temas científicos de interesse da Oftalmologia;
  • Possibilitar o intercâmbio entre instituições de ensino, serviços de saúde e sociedades especializadas;
  • Promover a divulgação da abordagem multi e interdisciplinar; 
  • Servir como veículo de educação continuada e permanente em saúde, tendo como eixo temático a Oftalmologia.

Os artigos devem destinar-se exclusivamente à área da Oftalmologia, não sendo permitida sua apresentação simultânea a outro periódico.

Os manuscritos podem ser apresentados em português ou inglêsl. A revisão e/ou tradução é de responsabilidade da eOftalmo.

Os artigos submetidos devem atender à Política Editorial da eOftalmo e às Instruções aos Autores que seguem as políticas propostas pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (International Committee of Medical Journal Editors).

Os princípios éticos da pesquisa devem ser respeitados. A publicação de artigos que trazem resultados de pesquisas envolvendo seres humanos está condicionada ao cumprimento dos princípios éticos contidos na Declaração de Helsinki (1964, reformulada em 1975, 1983, 1989, 1996, 2000 e 2008), da Associação Médica Mundial.

No Brasil a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) coordena a rede de Comitês de Ética em Pesquisa das instituições. A pesquisa deve ter sido conduzida dentro dos padrões exigidos pelos órgãos de ética em pesquisa e aprovada pela comissão de ética da instituição onde a pesquisa foi realizada.

Os conceitos e opiniões expressos nos artigos, bem como a exatidão e a procedência das citações, são de exclusiva responsabilidade do(s) autor(es).

A - Clareza: Os autores devem priorizar escrever de forma sucinta e objetiva, montada de forma lógica e organizada.
B - Originalidade: O trabalho deve ser produto das referências junto aos dados adquiridos de própria pesquisa. Buscar trazer luz a novas perguntas ao assunto e levantar discussão sobre o que se propõe junto de novas descobertas.
C - Temporalidade: Será avaliada a adequação das referências usadas na construção do embasamento com a atualidade da temática na construção da argumentação para evitar trabalhos que reflitam dados já obsoletos.
D - Qualidade: O trabalho deve conter informações suficientes para sustentar suas afirmações e questionamentos. Todas outras categorias influenciam nesta, assim como a forma que são amarradas entre si.
E - Relevância: O trabalho precisa ter informações, dados, discussões e/ou descobertas relevantes que justifiquem sua publicação.
F - Boas Práticas: O trabalho deve seguir todas as demais especificações, diretrizes e padrões exigidos pela Revista eOftalmo.

 

Processo Editorial

Para que o manuscrito ingresse no processo editorial, é fundamental que todas as regras tenham sido cumpridas. A secretaria editorial comunicará inadequações no envio do manuscrito. Após a notificação, o autor correspondente terá o prazo de 30 dias para adequação do seu manuscrito. Se o prazo não for cumprido, o manuscrito será excluído.

Os manuscritos são avaliados inicialmente pelos editores quanto à adequação do seu conteúdo à linha editorial do periódico. Após essa avaliação, todos os manuscritos são encaminhados para análise e avaliação por pares, em conformidade com as respectivas áreas de atuação e especialização.

Processo de Avaliação pelos Pares

Os manuscritos submetidos à eOftalmo serão avaliados por membros de seu Conselho Editorial e Científico, como também por pareceristas convidados ad hoc.

Dependendo da seção de submissão, os textos são submetidos à avaliação de dois consultores pareceristas, provenientes de instituição diferente daquela do(s) autor(es), em um processo duplo cego, no qual os trabalhos são analisados em relação aos seguintes aspectos:

• Adequação do título ao conteúdo;
• Estrutura da publicação;
• Clareza e pertinência dos objetivos;
• Metodologia;
• Resultados e discussão;
• Informações inteligíveis;

Os consultores preenchem o formulário de avaliação, aceitando, recusando ou recomendando correções e/ou adequações necessárias. Todo parecer incluirá sua fundamentação. Esse processo de avaliação inicial pode durar em média três (3) meses.

No caso de solicitação de alterações no artigo, este poderá ser reencaminhado aos autores para que efetuem as correções solicitadas no prazo de 30 dias corridos, quando devem apresentar o manuscrito para nova avaliação pelos consultores. O autor deverá depositar no sistema, clicando em submissões ativas.

Em caso de não reapresentação do manuscrito no prazo determinado, os editores enviam um e-mail solicitando um retorno por parte dos autores no prazo de sete (7 ) dias corridos e posteriormente o processo de submissão é arquivado.

O processo de avaliação duplo cego por pares preservará a identidade dos autores e suas afiliações.

Após pareceres dos consultores, o manuscrito é avaliado pelo Editor associado e Editor chefe, que podem solicitar outros ajustes antes da aprovação final. Em alguns casos, o editor pode ainda solicitar pareceres do Conselho Editorial antes da decisão pela aprovação ou rejeição do artigo. A decisão editorial é então comunicada ao(s) autor(es).

Após a avaliação editorial inicial, os comentários dos avaliadores podem ser encaminhados aos autores como orientação para as modificações que devam ser realizadas no texto. Após a implementação das modificações sugeridas pelos avaliadores, o manuscrito revisado deverá ser encaminhado, acompanhado de carta (enviada como documento suplementar) indicando pontualmente todas as modificações realizadas no manuscrito ou os motivos pelos quais as modificações sugeridas não foram efetuadas. Manuscritos que não vierem acompanhados da carta indicando as modificações ficarão retidos aguardando o recebimento da mesma. O prazo para envio da nova versão do manuscrito é de 30 dias após a comunicação da necessidade de modificações, sendo excluído após esse prazo. A publicação dependerá da aprovação final dos editores.

Os trabalhos devem destinar-se exclusivamente à eOftalmo, não sendo permitido envio simultâneo a outro periódico, nem sua reprodução total ou parcial, ou tradução para publicação em outro idioma, sem autorização dos editores.

Importante:

Em caso de identificação de plágio no manuscrito, tanto por nossos avaliadores como pelos editores, a submissão será rejeitada e arquivada e os autores informados na sequência. Para maiores detalhes ver as Instruções aos autores, ética em pesquisa. As submissões passam por sistema detector de plágio.

Artigos aprovados

Após a aprovação, o artigo é revisado ortográfica e gramaticalmente por revisor especializado. As alterações eventualmente realizadas são encaminhadas para aprovação formal pelos autores, antes de serem enviadas para publicação. A eOftalmo se responsabiliza pela tradução para o inglês, do artigo na íntegra, e para o espanhol apenas título, resumo e palavras-chave.

Os autores terão o prazo de 24 horas para aprovar a revisão de texto em português. O não cumprimento deste prazo transfere ao editor a responsabilidade pela aprovação. Não serão admitidos acréscimos ou modificações após a aprovação da revisão final.

Os artigos ficam então disponíveis para publicação, dependendo das temáticas das edições subsequentes da eOftalmo, que poderá publicar, inclusive, artigos em Ahead of Print.

Periodicidade

A eOftalmo é uma publicação científica trimestral. Publica um volume por ano, com quatro números.

Editora

Brasileiro de Oftalmologia. Depto de Oftalmologia da Associação Médica Brasileira

  1. Critérios de Publicação
  2. Fluxo Editorial, Processo de Avaliação e Responsabilidades
  3. Políticas, Boas Práticas Editoriais e Ética na Publicação

    Todos os estudos que envolvam coleta de dados primários ou relatos clínico-cirúrgicos, sejam retrospectivos, transversais ou prospectivos, devem indicar, na página de rosto, o número do projeto e nome da Instituição que forneceu o parecer do Comitê de Ética em Pesquisa. As pesquisas em seres humanos devem seguir a Declaração de Helsinque, enquanto as pesquisas envolvendo animais devem seguir os princípios propostos pela Association for Research in Vision and Ophthalmology (ARVO).

    A Revista eOftalmo apoia as políticas da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do ICMJE para registro de ensaios clínicos. Desta forma, a eOftalmo recebe apenas Ensaios Clínicos (Clinical Trials) com o número identificador de registro em base para registro de Ensaios Clínicos reconhecida pela OMS e pelo ICMJE. O número identificador de registro em base para registro de Ensaios Clínicos deve ser citado na metodologia do trabalho.

    No Brasil é possível registrar na base de Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos (ReBEC). (https://ensaiosclinicos.gov.br/) O número do Registro deve ser expresso na metodologia.

    Os Ensaios Clínicos devem ser acompanhados de uma Declaração de compartilhamento de dados para elaborada de acordo com as recomendações do ICMJE.

    No intuito de manter as publicações escritas com integridade, é exigido que os autores façam referência direta a todas as fontes citadas no trabalho para que, deste modo, não se incorra em plágio.

    Como forma de prevenção e manutenção, a Revista eOftalmo usa o CrossRef iThenticate e busca manual no Google Scholar, no auxílio da detecção de plágio. Os trabalhos que vierem a apontar uma taxa de semelhança superior a 3% passarão por uma avaliação comparativa por parte da equipe administrativa e editorial do periódico e se caso for entendido que o trabalho possa ser um plágio em potencial, o mesmo será desconsiderado para publicação.

    É vedada aos autores a prática de autoplágio, sendo este a prática de apresentar um trabalho já publicado anteriormente como um nova publicação. A eOftalmo no entanto, aceita a atualização sobre pesquisas anteriormente feitas, desde que traga novos dados, informações e descobertas que justifiquem sua publicação e apresentem nova luz sobre o assunto.

    São considerados autores aqueles que atendam aos critérios de autoria de manuscritos em periódicos médicos descritos nas recomendações do ICMJE. O crédito de autoria deve ser baseado em indivíduos que tenham contribuído de maneira concreta nas seguintes três fases do manuscrito:

    I. Concepção e delineamento do estudo, coleta dos dados ou análise e interpretação dos dados. Redação do manuscrito ou revisão crítica do manuscrito com relação ao seu conteúdo intelectual.

    II. Aprovação final da versão do manuscrito a ser publicada.

    III. Concordância em responsabilizar-se por todos os aspectos do trabalho para garantir que as questões relacionadas à precisão ou integridade sobre qualquer parte do trabalho foram propriamente investigadas e resolvidas adequadamente.

    IV. Além de ser responsável pelas partes do trabalho que fez, um autor deve ser capaz de identificar quais coautories são responsáveis por outras partes específicas do trabalho. Além disso, os autores devem ter confiança na integridade das contribuições de seus coautores.

    A eOftalmo requer que os autores garantam que todos os autores preenchem os critérios acima e que nenhuma pessoa que preencha esses critérios seja preterida da autoria. Apenas a posição de chefia de qualquer indivíduo não atribui a este o papel de autor, a eOftalmo não aceita a participação de autores honorários.

    O autor correspondente é aquele que assume a responsabilidade primária pela comunicação com a revista durante o processo de submissão do manuscrito, revisão por pares e publicação. O autor correspondente normalmente garante que todos os requisitos administrativos da revista, como fornecer detalhes de autoria, aprovação do comitê de ética, documentação de registro de ensaios clínicos e divulgações de relacionamentos e atividades sejam devidamente preenchidos e relatados, embora essas funções possam ser delegadas a um ou mais coautores. O autor correspondente deve estar disponível durante todo o processo de submissão e revisão por pares para responder a consultas editoriais em tempo hábil, e deve estar disponível após a publicação para responder a críticas do trabalho e cooperar com quaisquer solicitações da revista de dados ou informações adicionais caso surjam dúvidas sobre o artigo após a publicação.

    Quando um grande grupo de vários autores conduziu o trabalho, o grupo idealmente deve decidir quem será o autor antes do início do trabalho e confirmar quem é o autor antes de enviar o manuscrito para publicação. Todos os membros do grupo nomeados como autores devem atender a todos os quatro critérios de autoria, incluindo a aprovação do manuscrito final, e devem ser capazes de assumir a responsabilidade pública pelo trabalho e devem ter plena confiança na exatidão e integridade do trabalho de outros autores do grupo. Eles também deverão preencher formulários de divulgação.

    A submissão de manuscrito de autoria de grupo de vários autores, o autor correspondente deve especificar o nome do grupo, se existir, e identificar claramente os membros do grupo que podem assumir o crédito e a responsabilidade pelo trabalho como autores. A assinatura do artigo identifica quem é o responsável direto pelo manuscrito, e a indexação lista como autores todos os nomes que apareçam na assinatura.

    Contribuintes Não Autores: Os colaboradores que atendem a menos de todos os 4 critérios de autoria acima não devem ser listados como autores, mas devem ser reconhecidos. Exemplos de atividades que sozinhas (sem outras contribuições) não qualificam um colaborador para autoria são a aquisição de financiamento; supervisão geral de um grupo de pesquisa ou apoio administrativo geral; e assistência de redação, edição técnica, edição de linguagem e revisão. Aqueles cujas contribuições não justificam a autoria podem ser reconhecidos individualmente ou em conjunto como um grupo sob um único título (por exemplo, "Investigadores Clínicos" ou "Investigadores Participantes"), e suas contribuições devem ser especificadas (por exemplo, "serviu como consultores científicos", " revisou criticamente a proposta do estudo", "dados coletados", "forneceu e cuidou dos pacientes do estudo", "participou da redação ou edição técnica do manuscrito").

    É necessário que o autor correspondente preencha e envie o formulário de Declaração de Contribuição dos Autores e Reconhecimentos como documento suplementar.

    Os autores devem declarar possíveis conflitos de interesse, e detalhar a natureza da relação que mantém com a organização interessada na publicação do artigo, enviando o formulário constante do sistema de submissão Formulário Declaração de Potencial Conflito de Interesses. A declaração será avaliada pela secretaria editorial e editor associado selecionado para o manuscrito. A declaração de conflito de interesse não necessariamente indica enviesamento, sendo ela uma ferramenta de transparência e boas práticas em publicação científica.

    Quaisquer possíveis conflitos de interesses serão publicados junto ao artigo, assim como a inexistência deles.

    A eOftalmo aceita trabalhos previamente depositados em um servidor de preprints. Neste caso, cientes do fato do artigo não ser inédito, a eOftalmo atuará no sentido de validar a pesquisa através da Revisão por pares.

    Ficará a cargo do Editor Chefe e secretário decidir quais são as bases e repositórios de pré prints aceitos. Cada caso será julgado individualmente por meio de análise sob repositório. Os autores que submeterem preprint, devem submeter o formulário da SCIELO de conformidade com a Ciência Aberta: (https://wp.scielo.org/wp-content/uploads/SciELO-Preprints-Formul%C3%A1rio-de-C onformidade-Ciencia-Aberta.docx).

    Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Os usuários podem ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou criar links para os textos completos dos artigos, ou usá-los para qualquer outra finalidade lícita, sem pedir permissão prévia do editor ou do autor. Isso está de acordo com a definição de acesso aberto da BOAI.

    Os direitos autorais são transferidos para o Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Os autores, ao submeterem e publicarem na eOftalmo, caso não especificado contrário, concordam em manter o artigo dentro da Creative Commons CC-BY-NC. Essa concordância é assinalada na Folha de Rosto/Página de Título pelo registro do copyright semelhante ao modelo, sugerido pela Scielo, abaixo:

    © 2021 Silva et al. Este é um artigo em acesso aberto distribuído nos termos da Licença Creative Commons Atribuição que permite o uso irrestrito, a distribuição e reprodução em qualquer meio desde que o artigo original seja devidamente citado.

    Copyright © 2021 Silva et al. This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution License, which permits unrestricted use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original article is properly cited.

    Todos artigos, quando não solicitado pelo autor que seja diferente, são publicados dentro da Licença CC-BY Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0) eOftalmo. São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2526-9798

    Licença Creative Commons eOftalmo está com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

    A eOftalmo autoriza o armazenamento e o acesso do seu conteúdo, total ou parcialmente, em repositórios digitais de acesso aberto, imediatamente após a publicação do conteúdo e nos termos da licença creative commons CC-BY-NC.

    A Permissão de Depósito em Repositórios da eOftalmo é garantida pelo Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim) mantido pelo Instituto Brasileiro de Ciência e Tecnologia, e pode ser consultada no link: (https://diadorim.ibict.br/handle/1/1025).

    No intuito da preservação e permanência dos trabalhos publicados a eOftalmo se compromete de inserir suas publicações em um servidor especializado em preservação digital que seja indicado pelo DOAJ. Deste modo, optou-se pelo Internet Archive por ser acessível não só em território nacional como em amplitude global e ser uma organização mundialmente reconhecida. Ao final de todo ano, com o fechamento do último volume, a secretaria da eOftalmo irá subir os arquivos publicados naquele ano no perfil do periódico no Internet Archive.

    Neste arquivo estão e serão colocados os artigos científicos publicados no periódico científico eOftalmo. Como forma a melhorar o acesso aos trabalhos e garantir sua preservação os arquivos foram organizadas da seguinte forma:

    Cada volume (ano) será uma pasta. Dentro de cada pasta de volume (ano) terá uma pasta para cada número e dentro destas pastas os artigos em todas versões (português e inglês) dos respectivos números. Os artigos estão nomeados vXnYaZZ, sendo X número do volume, Y o número do fascículo e Z o número do artigo.

    O arquivamento pode ser acessado no seguinte link: Clique Aqui

    1. Pesquisa envolvendo material Humano e Animais
    2. Ensaios Clínicos
    3. Verificação de Plágio
    4. Critérios de Autoria
    5. Conflito de Interesses
    6. Preprints
    7. Política de Acesso Aberto e Propriedade Intelectual Copyright
    8. Permissão de Depósito
    9. Política de Arquivamento Digital